O que você deve saber antes de fazer uma trilha

Até poucos dias atrás eu nunca havia feito uma trilha. Sério! Apesar de aqui, no Tocantins, haver muitos pontos turísticos, nunca me despertou o interesse…

by 

Até poucos dias atrás eu nunca havia feito uma trilha. Sério! Apesar de aqui, no Tocantins, haver muitos pontos turísticos, nunca me despertou o interesse em desbravar a natureza e participar de programas “perigosos”, sabe?

Eis que no fim de setembro umas amigas me convidaram pra conhecer a trilha Morro da Velha, localizada em Aragominas, município que fica a 40 km de Araguaína. Em resumo: o local é mais conhecido pelos tocantinenses como Pé do Morro.

A anta aqui pensava que seria algo que simples, que não iria subir num morro muito alto e seria tudo tranquilo. Ledo engano! Infelizmente, não consegui subir até o topo, pois: medo demais de altura.

O começo foi bem tranquilo, de verdade. Era só andar pela trilha e ter cuidado pra não tropeçar nas pedras. Porém, chegou uma hora em que eu fui começando a olhar pra trás e ver que já não estava firme, no chão.

Pra quem tem pânico de altura, não ter os pés colados na terra é pavosoro – e comigo foi assim!

Quando percebi que a coisa tava ficando perigosa, comecei a dar chilique, sentar nas pedras e começar a orar pra Deus me colocasse no chão. Foi tenso!

 

Minhas amigas continuaram escalando com o objetivo de chegar no topo, mas eu parei num cantinho e sentei nas pedras. Todas as vezes em que olhava pra baixo, meu corpo tremia e pensava que iria cair. Pra não acabar com o programas das meninas, fiquei sentando nas pedras esperando elas voltarem do topo. Ao todo, fiquei mais 1h30 sozinho, esperando o pessoal…

A Tânia e a Elilde conseguiram chegar no topo da trilha. São umas corajosas, viu?! O mais interessante nisso tudo é que no morro há uma igreja e um morto enterrado. Isso mesmo!!!

Morro da Velha

De acordo com os moradores, havia um homem na região que era bem antigo por lá. Ele amava Aragominas, tanto é que construiu essa igreja no alto do morro! Quando ele bateu as botas, o pessoal resolveu enterrar ele ao lado da igreja. Dizem que a caveira dele tá exposta pras pessoas verem… #medo

O fato é que não consegui chegar no topo do morro, tampouco finalizar a trilha. Contudo, de uma coisa tenho certeza: eu venci meu medo de altura. Fiquei 1h30 no alto, sozinho, correndo o risco de dar um piripaque e tals. Essa experiência só me deu mais vontade de enfrentar os meus problemas de cabeça erguida, pois ficou claro que sou foda pra caralho! 😉

2 comments

  1. Que aventura hein!!! Acho que eu teria mais medo de ficar sozinha do que encarar a altura. kkkkkkkkkk
    Você é corajoso, e tenho certeza que enfrentará muito mais aventuras! Beijos.

    jayhanadenardi.blogspot.com.br

  2. Também tenho tremendo medo de altura D:
    Fui em Waterloo, na Bélgica, o lugar que o Napoleão perdeu a guerra e panz e tem uma colina inclinadérrima pra ir ao topo, depois pesquisa, e mano, eu senti vertigem subindo e descendo. Descer foi o pior crendeuspaizi HAHAHAHA

    Forç migu, aos poucos vencemos nossos medos!

    abelanaoafera.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.