free hit counter

Dias difíceis ensinam

Ser grato por eles é importante. E, veja bem, não estou romantizando receber desaforo ou amar gente ignorante.

by 

Está sendo recorrente, por aqui, momentos de insegurança e se quero continuar com determinadas relações. Não culpo 100% os outros, porque acredito que muita coisa acontece quando permitimos ou não conseguimos nos impor. No meu caso, é a segunda opção.

Eu real tenho medo de bater de frente com algumas pessoas. Outras vezes, permaneço em uma comunicação mais passiva para evitar desgastes mentais ou quebrar cabeça à toa, optando apenas por receber pancadas gratuitamente. E no meio de tudo isso, eu aprendo.

Aprendo a não ser cuzão.

Aprendo a ser empático e escutar o outro.

Aprendo a não descontar no próximo o estresse do dia a dia.

Felizmente, estou monitorando esse sentimento de insegurança e levando para terapia sempre que possível. O que notei é que os dias difíceis ensinam, e ser grato por eles é importante. E, veja bem, não estou romantizando receber desaforo ou amar gente ignorante.

O que tenho proposto a mim mesmo é enxergar como um desafio o ato de lidar com gente diferente de mim, não me prendendo numa bolha de gente amorzinho, good vibes e paz e amor. Afinal, o mundo não é assim! Jamais vamos conhecer só pessoas educadas… Sempre vai ter aqueles que acreditam que têm o rei na barriga!

E eu gosto de desafio, sabe? Conviver com pessoas meio malucas (para não dizer 100% surtadas) me faz enxergar a importância da psicologia e sessões de terapia. Todo mundo deveria fazer, inclusive você que está me lendo.

Ou seja, por aqui está sendo mais ou menos assim:

— Gente surtada, ignorante e maluca só no ambiente profissional, pois preciso de grana.

— Pessoas good vibes, fofas, amorzinho e empáticas SEMRPE na vida pessoal e profissional.

No fim de tudo, o que quero te falar é apenas uma coisa: analise suas relações pessoais/profissionais e veja onde você pode podar algumas pessoas. Saúde mental continua valendo ouro!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *