Talvez bobo, talvez idiota…

Desde quando eu me entendo por gente, sempre fui aquele tipo de pessoa prestativa, que jamais deixa de ajudar às pessoas, independente de elas terem…

by 
Desde quando eu me entendo por gente, sempre fui aquele tipo de pessoa prestativa, que jamais deixa de ajudar às pessoas, independente de elas terem me magoado no passado ou não. E isso em mim não foi os meus pais que me ensinaram… eu apenas me sinto bem em ajudar o próximo, em ver um sorriso sincero ou até mesmo a reação de surpresa com o meu gesto. 
Eu não gosto de ajudar as pessoas pra depois sair contando vantagem. Quem me conhece pessoalmente sabe do que eu sou capaz. 

Outro dia, eu mesmo criei o currículo de um amigo e entreguei em algumas empresas das quais ele buscava um cargo, de acordo com a sua formação. Fiz isso não porque queria que ele me achasse incrível ou com segundas intenções. Apenas entreguei o currículo em algumas empresas porque via que ele não tinha tempo pra isso.

A melhor coisa aconteceu três dias depois da entrega do documento, quando uma das empresas o chamou pra uma entrevista e o contratou. Até hoje ele fica assustado, porque não imagina quem entregou o currículo (e espero que ele não leia esse post!). 
Talvez eu seja bobo, idiota… Mas, eu não viro às costas pra ninguém porque acredito naquele lance das voltas que o mundo dá: hoje eu posso ter tudo e amanhã, simplesmente, acordar sem nada. E eu falo isso pra todo mundo: estamos aqui no mundo é pra ajudar uns aos outros, porque, no fim, o nosso destino é o mesmo. 
E não. Eu não me considero uma ótima pessoa por sempre estar disponível aos outros. Essa é a nossa obrigação! Como qualquer ser humano, eu tenho meus momentos de bad, onde prefiro me isolar da sociedade pra não tratar ninguém mal. 
Você sabe o que é se sentir mal ao ver outra pessoa mal? Então! É bem por aí a minha vida. 

Meu dia perde a cor quando vejo alguém passando fome, sendo humilhada… E o mais engraçado é que eu não me preocupo muito com o que acontece comigo (tipo sofrer bullying na faculdade e bla bla bla). Pra mim, o mais importante é o próximo; saber que ele está bem, sorrindo, feliz… 

Talvez eu realmente seja um idiota, mas… sou um idiota que sonha com um mundo em que todos seremos iguais.

12 comments

  1. Engraçado que tem gente que não consegue entender que pode haver, sim, pessoas que façam esse tipo de gesto apenas por gentileza.
    A gente faz o que pode, né?
    Um beijo.

  2. Cara… é por aí…
    Citando o Evangelho: Cristo só pregou amor, espalhou paz e cura e mesmo assim foi odiado.
    Hoje em dia, o mundo prega fama, dinheiro e beleza. Amor, solidariedade, perdão é "demodê" e difícil de ser encontrado (todos querem algo em troca). Eu te entendo, sou como vc e a cada dia procuro melhorar. Se eu tenho oportunidade de ajudar alguém, com certeza vou fazer e não ficar apontando erros ou esperando recompensas.
    Acho que dificuldades todos passamos, mas quando plantamos amor, não faltarão "anjos" que virão ao nosso socorro numa necessidade. O próprio Deus se encarregará isso e Cristo disse "o que fizer a sua mão direita, que a esquerda não saiba". No fim das contas, é entre vc e Deus e tenho certeza que vc se sente feliz e realizado.
    Deixa eu te contar uma coisa: eu ando com potinhos de ração na bolsa para alimentar cachorros que encontro pela rua. Sei que muitos criticam e até já comentei com marido que acho curioso o ser humano não se indignar com o mal ou fazer algo para mudar, mas quando alguém está fazendo algo bom, é criticado. Por quê? Assim mesmo, eu continuo… me faz bem. E assim como vc, quando não estou num dia bom, me isolo e logo tudo fica bem.

    Quanto às artes, obrigada pelo elogio lá na caverna. É algo que curto muito.

    Que Deus abençoe seus passos e que a cada dia mais pessoas sejam alcançadas pelo seu amor em fazer desinteressadamente.

    Abraços esmagadores e lindo dia.

  3. Acho muito válido fazer o que você puder pra ajudar as pessoas. As vezes as coisas mais simples são as que mais tem um impacto, né? Não acho bobo de jeito nenhum. E sim, tenha certeza que se um dia você precisar de ajuda, alguém vai estar lá pra poder te ajudar. Beijo, Adriel!

  4. Me abraça porque esse texto foi eu que escrevi do seu lado! Eu penso exatamente como vc. Gosto de ajudar, de estar presente e tudo mais e concordo com essa frase: Como qualquer ser humano, eu tenho meus momentos de bad, onde prefiro me isolar da sociedade pra não tratar ninguém mal. E assino embaixo o mundo dá voltas, uma hora vc está por cima outra pro baixo, tem que ser forte e escolher o melhor pra vc.
    bjoka diadebrilho.com

  5. Ai que amooor! Bom eu costumo ajudar de formas diretas algumas vezes e nem é pra me gabar também, eu ajudo cegos a atravessar a passarela da estação, cadeirante a entrar no trem, dou dinheiro ao morador de rua que perdeu a van pro abrigo… Eu faço o que tenho que fazer para o mundo poder ser um pouco melhor.

    vestindoideias.com

  6. Olá Adriel
    Tudo bem?
    Como você mesmo sitou, todos nos seres Humanos devemos ser assim, todos os dias, amar o próximo e ajudar quem for preciso, por que as vezes nem todos tem a mesma sorte de ter um lar uma vida melhor como nos eu sempre paro pra pensar nisso, não apenas nas pessoas mais no mundo em si na Natureza que estamos matando,mas termina sendo Admirável pessoas como você, sabe por que?Pois e Raro hoje em dia conhecermos pessoas que se preocupam com o próximo ou fazem algo a espera de nada,o mundo precisa de mais pessoas como vocês.
    parabéns Pelo post
    Beijos
    resenhaatual.blogspot.com.br/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.