free hit counter

Eu superei (ou, pelo menos, estou fingindo bem)

Às vezes, por fingir demais, até eu mesmo acredito que as coisas vão bem.

by 

Pra ler ouvindo “Clone”, do Júnior e Cézar

Os amigos acreditam que está tudo bem. Colegas de trabalho já nem questionam mais o sentimento, porque, aparentemente, está tudo perfeito. Às vezes, por fingir demais, até eu mesmo acredito que as coisas vão bem.

Mas, será que realmente estou bem e essa paixão foi superada?

(Nem chamo de amor, pois esse desconheço. Nunca o senti, na real.)

Foto de Honey Fangs na Unsplash

PENSANDO AQUI…

Se eu desviar o pensamento, sim, estou bem.

Se eu evitar olhar algumas fotos, sim, está tudo uma maravilha.

Se eu não topar com ele por aí, sim, não faço questão de sua existência.

Se eu não precisar olhar para aqueles olhos verdes, sim, o superei.

Mas, olha o tanto de coisa que tem de acontecer para superá-lo… Parece até ser exaustivo, mas não é! Depois que se torna hábito, fugir de certos sentimentos dói menos do que os nutrir. 

EXPECTATIVAS FRUSTRADAS

Não o culpo de forma alguma por tudo o que estou vivendo. Desde o início fui eu que me coloquei em algumas situações e alimentei fortes emoções. Ele, inclusive, detectou logo de cara que sou emocionado e que preciso passar por esse processo de aprender a ser recíproco no que sinto e recebo do outro. Um fofo.

Talvez por ele ser tão querido isso não tenha me ajudado em nada, mas me colocou numa posição para repensar onde posso estar me doando demais, me esforçando ou sendo transparente com quem não é.

Enfim… São várias questões que surgiram depois das expectativas que criei serem frustradas.

Não o superei. Ainda. Mas sei como sair dessa e cabe ao tempo me ajudar em todo o processo.

PS: Ele está bem (assim espero) e eu vou ficar melhor ainda. Ouvi um amém? ?

Loading

6 comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *