PELES (2017): Um filme sobre autoaceitação e autoestima

Conversando com algumas colegas de trabalho, uma delas disse que viu um filme muito “bizzaro” na Netflix, onde os personagens são deformados/desfigurados e precisam encontrar…

by 

Conversando com algumas colegas de trabalho, uma delas disse que viu um filme muito “bizzaro” na Netflix, onde os personagens são deformados/desfigurados e precisam encontrar maneiras de se esconder ou lidar com suas diferenças e a discriminação da sociedade.

A pessoa que falou sobre o filme disse ainda que os personagens eram “estranhos”, inclusive tinha uma mulher com a boca em formato de ânus. Obviamente, esse detalhe me chamou a atenção e eu fui logo procurar a obra no serviço de streaming.

DRAMA SOCIAL

“Peles” é um filme de origem espanhola. Alguns o classificam como terror, mas a Netflix chama de drama. Ao meu ver, não é nenhuma coisa e nem outra. O gênero é o menos importante em todo esse rolê. O que tem que ser discutido é a importância de uma obra como essa.

Ao longo dos pouco mais de 80 minutos de filme, conhecemos vários personagens e os problemas que eles enfrentam diariamente. Com o passar do tempo, as histórias vão se juntando e a gente conhecendo mais à fundo os dramas sofridos por cada personagem.

São histórias que, dependendo do telespectador, poderá levar pro lado cômico ou nos emocionar profudamente.

Já pensou se você tivesse a pele do rosto flácida e caindo sobre os olhos? E se o seu corpo fosse todo cheio de cicatrizes por conta de queimaduras? Tem uma personagem que não tem olhos, outro que quer cortar as pernas porque deseja ser uma sereia… A mais chocante de todas é a ideia de um ânus na boca e a boca no local do ânus. Fiquei chocado!

AUTOESTIMA E AUTOACEITAÇÃO

Como já é de se esperar, a maioria dos personagens têm dificuldades pra se aceitar, se expressar… Dificuldades pra viver em meio à sociedade!

Após terminar de ver o filme, lembrei de uma tia que tem má formação em uma das mãos. Ela está perto dos 40 anos e ainda tem muita dificuldade de falar em público e até mesmo mostrar o braço. A gente sempre vê ela acanhada, no canto… É muito triste viver assim! (Falo isso porque, apesar de não ter nenhuma deficiência física, por conta do bulluying sofrido na infância, até hoje tenho algumas travas emocionais.)

“Peles” é um filme que vai te chocar no início, mas te fará refletir sobre como você conduz a sua vida e julga as pessoas. Se você leva em conta só aparência, saiba que é old school pessoas assim.

Confira o trailer de “Peles”.

[embedyt] https://www.youtube.com/watch?v=sdr_Bwbybsk[/embedyt]

4 comments

  1. Oi, Adri!
    Acho que é importante trazer a discussão para a roda, porque as pessoas têm muita dificuldade de lidar com quem é diferente.
    O que me preocupa é a fala de pessoas como a sua colega, que traz as diferenças como bizarro, que beira ao horror. Foi legal a sua postura de querer ver como o filme apresentou essas pessoas (se pelo viés da inclusão ou do bizarro) e de compartilhar uma visão mais empática de mundo.
    Um beijo,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.