free hit counter

Pai, desculpa por…

Eu tenho muito a dizer…

by 

Querido pai, hoje é o seu aniversário de 51 anos e, veja bem, pouco mais de meio século se passaram. Desse total, o senhor conviveu comigo por 28 anos. (Me refiro no passado, porque atualmente moro só e o nosso contato diminuiu. Mas queria dizer que minha admiração por ti aumentou e muito.)

Talvez eu não entregue essa carta ao senhor, deixando apenas no meu blog, torcendo para que as palavras cheguem até o seu coração. É um ato covarde, eu sei. Mas não consigo, ainda, demonstrar amor dessa maneira, apenas por gestos e favores. A escrita eu reservo às paixões, que nada significam no fim de tudo.

Pai, eu torço e desejo as melhores coisas para o senhor. Infelizmente, não fui um bom filho. Mesmo sendo correto na escola, não dando trabalho no dia a dia e ajudando nas tarefas e finanças de casa, eu vejo que falhei em muitos pontos.

Falhei quando o senhor gritava comigo e eu revidava.

Falhei quando o senhor me pedia um favor e eu já respondia estressado.

Falhei quando discutia com o senhor para defender a minha mãe.

Falhei quando não senti o seu amor, ignorando tudo o que já fez por mim.

Eu falhei, pai. Mas estou tentando não errar mais, passando uma borracha em tudo o que passou e tentando encontrar uma forma de reinserir o senhor no meu dia a dia.

A forma que encontrei para resolver essa bagunça foi me afastando. Dizem que ajuda e, de fato, sinto os efeitos positivos com a sua ausência.

Distante do senhor, consegui olhar lá no passado e enxergar que o errado das nossas brigas não era só um pai que enxergava como “enjoado”, “cri cri cri”, “choramingão”… Eu também estava extrapolando os limites como filho.

Reconheço o meu erro e é por isso que venho lhe pedir desculpas.

Desculpas, não. O que preciso é de perdão!

O senhor me perdoa por ter sido um filho imperfeito? Juro que tentei lhe dar orgulho, mas sinto que falhei. Talvez, quem sabe, um dia eu acerte? Prometo continuar tentando!

Feliz aniversário, Pai! Que Deus o abençoe mais e mais, lhe dando saúde, proteção, sabedoria e realizando os seus maiores desejos. ?

Uma informação importante: mesmo não convivendo fisicamente juntos, o senhor continua presente aqui em casa, no porta-retrato que coloquei ali na sala. É uma forma de te enxergar e relembrar a minha essência. ?✨

Parabéns e obrigado por tudo!

Loading

3 comments

  1. Esse texto bateu aqui, viu? Coincidentemente, estou lendo no dia do aniversário da minha vó e escrevi um texto pra ela agora há pouco.
    Me vi muito no seu texto. Me identifico com o fato de não ter sido a criança que dava trabalho, mas de ver em mim atitudes de uma péssima filha para com uma mãe. Acho que, agora, eu preciso me afastar assim como você fez, estou só esperando o momento de poder fazer isso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *