Resumo de Outubro/2020

  O mês de outubro começou com uma empolgação gigantesca para as minhas ~merecidas~ férias, que foram adiadas de julho para agora. Coisa de pandemia…

by 

 

O mês de outubro começou com uma empolgação gigantesca para as minhas ~merecidas~ férias, que foram adiadas de julho para agora. Coisa de pandemia e porque a demanda no trampo aumentou bastante nos últimos meses. Trabalhar com Marketing é isso: não pode se programar direitinho, porque o mundo é doido e a qualquer momento você pode ser solicitado.

Uma das coisas que mais me animou logo de cara foi o fato de começar um novo caderno de bullet journal. Ganhei ele de presente de aniversário e é a coisa mais linda do mundo, além de ter folhas pontilhadas. Sinceramente, só quero caderno com linhas pontilhadas agora. Bom d+!

Neste mês, me senti extremamente produtivo com as coisinhas que gosto. Li bastante, vi muitos filmes, séries… Consumi muita coisa.

LIVROS/FILMES/MÚSICAS

Livros lidos: “Imersão: um romance terapêutico”, “Brilhante”, “Todo o meu coração”, “Estamos atrasados” e “Minha vida (não tão) perfeita”.

Filmes/séries: Documentário do Black Pink, “Amor com data marcada” (filme), “The Walking Dead – 9º temporada” (Série), “Emily in Paris” (série), “Malhação 2010” (novela).

Músicas preferidas: “Love To Hate Me”, do Black Pink; “Lovesick Girls”, do Black Pink; “Andarilho”, da Majur; “Wonder”, do Shawn Mendes.

PRODUTIVIDADE

Em outubro, não rolou muita oscilação de humor. Tive dois dias ruins, mas, no geral, foi um mês de trabalho, aprendizado e conquistas. Mesmo de férias, fui chamado pra trabalhar em campanha eleitoral e peguei alguns freelas também. Como não pude viajar por conta da pandemia, ficar em casa seria chato. Por isso, topei trabalhar nas férias, em outro segmento, e contribuir com o que eu já sabia e aprender mais sobre o mundo da publicidade e marketing. Foi e está sendo bem interessante! 🙂

RELACIONAMENTO

Obviamente, tive várias paixonites ao longo do mês. Também rolaram alguns papos bem sincerões com amigos sobre relacionamento e a busca incessante de correr atrás de alguém, dessa urgência em querer ter uma pessoa pra chamar de amor.

Em determinada conversa, uma amiga falou exatamente o seguinte:

“Desde a primeira vez em que te conheci, todos os seus esforços e sonhos (pelo menos é o que transmite) gira em torno de arrumar alguém, um romance. Todas as frustrações também… Sei como é ruim viver ‘sozinho’, não ter um amor, não ter essa satisfação. Mas se o universo ainda não lhe entregou isso ainda, é porque tem coisas mais importantes pra você. Quando você for único e principal pra você, de verdade, genuinamente e apenas apenas por você, o resto que sonha e precisa virá.”

É isso! Em novembro, a meta é focar em mim mesmo e no amor próprio.

4 comments

  1. Eu amei muito o que essa sua amiga disse pra você, de verdade, isso que é amiga de verdade. A gente tem que ter amor próprio acima de tudo.

    Eu adorei esse seu resumo, deu pra fazer bastante coisa nas férias, isso é muito bom, não vejo a hora de tirar as minhas hahah

    Super beijossss
    Carol Justo | Justo Eu?!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.