Não passei no vestibular, e agora?

Para muitos este será um ano que definirá o rumo do próximo. Se você não entendeu o que eu quis dizer pode ficar calmo que…

by 

Para muitos este será um ano que definirá o rumo do próximo. Se você não entendeu o que eu quis dizer pode ficar calmo que eu te explico. Novembro e dezembro são os meses dos temidos vestibulares, justamente nessa época todos que pretendem entrar numa universidade no ano que vem se preparam para as provas, deixando de lado a vida social.

Sabe quando a gente passa um dia inteiro se preparando pra ir a uma festa e quando chega o momento não dá certo? Logicamente ficamos com raiva! A mesma coisa acontece com os vestibulandos, muitos se preparam não só em um dia, mas o ano inteiro.

Quando alguém não é aprovado no vestibular tende a ficar triste, deixar os seus sonhos de lado, muitos entram numa deprê, enfim, muda completamente sua feição, modo de agir e etc. Acho que deixar o sofrimento fazer daquele momento que seria mágico se transformar no pior dia da sua vida é errôneo e não te acrescentará nada.

Após saber que não passou na prova, cabe a você decidir  qual será o seu próximos passo, o seu futuro. Algumas pessoas tentam mais de 03 vezes e nunca passa, o motivo deve está na falta de estudo, pois, uma pessoa que refaz um teste 03 ou mais vezes e não é aprovada falta alguma preparação.

Alguns psicólogos dizem que de nada adianta só ter vontade de ser aprovado, você tem que merecer e lutar por a vaga que talvez seja uma das mais concorridas, nesse caso só vencerá o melhor.

“A concorrência é grande e não há vagas para todos. Se a aprovação não veio desta vez, virá da próxima.” Pense nisso!

8 comments

  1. Pois é. Às vezes quando não passamos de ano ou até mesmo no vestibular, mudamos nossa forma de agir e a pessoa que éramos. Talvez porque a gente se perde um pouco, não sei. E quando a gente passa, meio que nos encontramos de novo, sabe? Decerto ficamos desmotivados depois disso, mas não adianta abaixar a cabeça e esperar por um milagre. Se acreditarmos e fizermos por onde, com certeza conseguiremos.
    Ótimo post 🙂
    Beijos <3

  2. Claro. Super concordo com isso, Adriel.
    Ahh, e já ouvi falar da Ingrid. Vou pesquisar as músicas que você disse. Obrigada pela dica! *-*
    Tem post novo lá no blog!
    Beijos <3

  3. Eu acho que a primeira coisa a fazer é relaxar. A pessoa acabou de sair de uma MARATONA e continuar a estudar, sem uma pausa, pode até fazê-la adoecer. Dê um tempo para sí mesmo e escolha voltar à estudar em fevereiro, por exemplo. Outra coisa que acho importante é não se cobrar. Se você não passou não foi por sua culpa. As pessoas tem que parar de se cobrar nessas situações e não deixar que as cobranças da família a afetem também. Depois é só respirar fundo e colocar a cara nos livros de novo! rs

    Eu tive sorte de passar de primeira. Estudei bastante, lógico, fazia horários de estudo todos os dias, simulava provas, etc… Mas não digo que foi um mérito meu: foi de Deus mesmo! Passar no vestiba sem Ele é impossível! hahaha é muito tenso, você está sob toda aquela pressão de "preciso ser alguém na vida, preciso ganhar dinheiro, não quero não passar e ficar envergonhado em frente à família" etc… O segredo e tentar não pensar nisso e encarar todo o "processo" como algo que vc está fazendo POR VOCÊ e não para aparecer para os outros.

    xoxo =*

  4. Lari, a Ingrid é uma fofa. Acho que tem uma séria que tocava/toca uma música dela! Vale a pena ouvir as músicas dela. 🙂

    Já estou indo ler o novo post.

  5. Disse tudo, Rebeca!

    Graças a Deus eu passei no primeiro também. Tenho uma amiga que entrou numa deprê porque não passou pra enfermagem, a coitada acordava aos sábados às 07:00 horas. 🙁

  6. É tanta batalha pra nós, mortais comuns, que dá até uma raivinha de pensar que algumas pessoas com mais posses entram nas federais sem muita dificuldade e depois nem querem saber de estudar nada no curso que escolheram.
    Mas acho que isso é quase uma regra que se aplica em várias situações, os que mais precisam de algo são os que enfrentam as maiores dificuldades pra conseguir .-.
    Ah, como você disse, importante é a pessoa levar tudo isso em conta. Se ela estudou e fez sua parte mas não passou, deve ter a consciência limpa e não se punir porque tudo que estava ao alcance foi feito… Há de se ter um psicológico forte pra não deixar essas minhocas entrando na cabeça, apoio de família e amigos também é importante nessas horas.
    Feliz natal e muito obrigada por retornar ao meu blog ^^ ;*

  7. Kée, acho esse negócio de vestibular um saco, mas não podemos fazer nada, né?! É a vida. Um dia li a história do vestibular e achei ridícula, sério! No início apenas os ricos podiam entrar nas universidades, daí, pra ficar "democrático" resolveram inventar essa "prova(ção) para testar os conhecimentos dos vestibulando, mas dessa vez ricos e pobres deveriam fazer a prova!

    Ah, eu adoro o seu blog, sua forma de escrever! 🙂

    Beijos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.