Mais um copo, por favor!

Um, dois, três, quatro… dez copos. Uma, duas, três, quatro… quinze garrafas. Basicamente isso resume os meus dias. Tenho bebido exageradamente para tentar esquecer os…

by 

Um, dois, três, quatro… dez copos. Uma, duas, três, quatro… quinze garrafas. Basicamente isso resume os meus dias.

Tenho bebido exageradamente para tentar esquecer os meus problemas e, principalmente, deixar de lado certos sentimentos. Ainda não notei uma diferença significante, mas me sinto “bem” mesmo sabendo que estou destruindo o meu corpo por dentro (ou recuperando aqueles quilos que perdi durante a corrida dos 4 km diários).

Eu pensava que a bebida era algo para gente fraca; que precisa de algo para deixa-las mais crazies, mas percebi que não é bem assim. Quem bebe sempre tem um motivo, e o mais legal e descobrir quais são durante as rodadas de biritas.

Uns bebem porque estão preocupados com alguma dívida, doença… Outros bebem porque simplesmente gostam da bebida e do efeito alucinante. Já eu, eu bebo para esquecer tudo isso e mais um pouco: quem eu sou, meus problemas, uma paixão…

Quando eu bebo, eu me sinto mais relaxado, com vontade de estampar aquele sorriso no rosto… É uma alegria (falsa) que vai fazendo a gente continuar acreditando que vale à pena viver; que basta ter um foco e lutar por ele. 

Não é fácil (não mesmo!) lidar com toda aquela confusão de sentimentos, mas, para quem já está com a vida completamente lascada, esse embaraço é só mais uma intriga interna entre os seus pensamentos.  

Beber é bom? Ô, se é… Triste mesmo é acordar no outro dia com o corpo e cabeça doendo, se sentindo a pior pessoa do mundo…

Devo agradecer imensamente quem tem coragem de sair comigo. E se ninguém quiser me acompanhar pelos botecos da vida, eu vou sozinho. Afinal, a solidão e a cachaça são ótimas companheiras para quem está na beira de um abismo. Abismo esse que pode desmoronar a qualquer momento. E se cair, foda-se! A gente levanta e tenta reconstruir tudo de novo…


16 comments

  1. Gatinho, não não… beba sim, beba muito, mas beba pelos motivos certos… beber por causa de alguém só traz mais tristeza, palavra de quem viveu 9 fins de namoro e 2 de casamento 😉
    Força aí, seja feliz e saudável, para poder beber mais por motivos alegres e por mais tempo!
    Beijo!

  2. Eta Adriel… tô num momento parecido. Finalmente entendi por que as pessoas bebem: pra esquecer.
    E mesmo o alívio não sendo duradouro, rende uma noite de sono reparador.
    Mas desejo que essa fase passe pra você e daqui pra frente só venham biritas por motivos bons! Coragem e bola pra frente!
    Beijo

  3. Adriel, to aqui na porta do predio esperando dar a hora de começar a trabalhar. Mas não poderia ir tranquila sem antes deixar uma mensagem depois de ler esse post. (Que aliás me Deixou muito triste).
    Olha, não sei como te ajudar nem direito o que dizer. Mas tenho ctz q isso não vale a pena. Não estrague sua saúde e seus dias por nada. Vc eh mto maior fo q qq dificuldade.
    Bjos e nao some viu!

  4. Eu nunca bebi, mas não pude deixar de notar algo que eu pensava a respeito da bebida, pensei que fosse para pessoas fracas, isso partiu algumas concepções aqui. Bem feito pra mim. Às vezes, tenho vontade de algo mais forte para relaxar, mas ai minha moral me impede na hora, que chata ela! Enfim, acabar com o corpo não é a solução.

  5. Já experimentei algumas bebidas mais nunca gostei acredita? Acho que cada um recompensa as dores internas de um jeito. Eu depositava meus problemas, ansiedades e desilusões com doces, mergulhava nisso e depois via o resultado na balança. Este ano prometi ser uma pessoa melhor pra mim tanto física como mental e isso é importante porque a gente vê o amadurecimento dentro da gente!
    Tenta se apegar em outras coisas Adriel, o mundo é gigante pra ficar perdendo seu tempo com coisas ruins 😉
    Um abraço apertado pra vc se sentir bem!
    bjokas diadebrilho.com

  6. Isso vai passar, amigo. É fase. Já, já você voltará a ser fofo e culto novamente. Hahahaha. Paixão é uma desgraça mesmo.

  7. Acho que você deveria criar vergonha na cara e parar com esses drama. Cara, você já tem 20 anos e, pelo o que escreve, parece uma criancinha. Sempre sofrendo por amor ou por alguém. Minha dica: para com isso, é desnecessário!

    Att., alguém que te conhece muito bem. :*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.