Madrugada, insônia e bla bla bla

Sabe aqueles momentos em que você dá uma pausa para analisar o rumo ao qual a sua vida está tomando? Geralmente comigo essa terapia (?)…

by 
Sabe aqueles momentos em que você dá uma pausa para analisar o rumo ao qual a sua vida está tomando? Geralmente comigo essa terapia (?) acontece nas madrugadas, quando a insônia entra sem avisar e eu não tenho tempo para fechar as portas para ela.
 
Agora, por exemplo, o relógio marcam às 03h28. Eu devia estar dormindo ou pelo menos estudando para as benditas provas da faculdade, mas… Neste momento estou aqui ouvindo Sleeping With Sirens (uma das minhas bandas favoritas, só para constar!) e lendo alguns escritos antigos.
Em uma das folhinhas do caderno, já desgastado com o tempo, eu reclamava sobre uma pessoa que feriu o meu coração, cujo o nome eu não lembro. Não sei se é coisa do destino, mas o que eu escrevi naquele ano (acho que em 2009) é semelhante ao que sinto e estou passando no momento. 
Engraçado! É engraçado como a gente envelhece, cresce fisicamente, mas não aprende algumas coisas, tipo a confiar menos nas pessoas… Eu acho bem louco, na verdade, tudo isso. 
Esse negócio de se apaixonar, se declarar, levar um fora, recolher toda a sua insignificância e ficar off do mundo é uma sequência que parece não ter fim. Parece, mas tem!
Eu acredito naqueles ditados bobos, sabe?! Aquelas frases que a nossa avó sempre nos diz: “as coisas certas vêm no tempo certo!”; “não apresse a galinha a por o ovo antes da hora”; “tudo o que é bom dura o tempo necessário para ser inesquecível”…
Não sei se é a insônia, a minha sensibilidade ultimamente para algumas coisas ou simplesmente a minha carência. O que eu sei é que vou seguir o que escrevi para mim mesmo em 2009 (?): 

“Eu sou forte! Passe o que passar, sempre darei a volta por cima e cantarei vitória. Pareço ser fraco, mas não sou. Talvez eu seja apenas um bobo… Tudo tem o seu tempo, então… Um dia, sei lá, qualquer dia vou aprender a deixar essa ansiedade de lado e simplesmente sentar em alguma esquina por aí e esperar as coisas acontecerem, já que eu simplesmente agindo não está dando certo.  Mas tudo bem, Adriel!  Tenha calma e foco! O que é seu, é seu e ponto final. As coisas acontecerão no momento em que o mundo perceber que você está pronto para receber. Pode demorar um tempo, mas saiba que você vai sim ser feliz (ou continuar sendo)”. 

*tão clichê a auto-citação acima, né?! Fazer o quê, eu era apenas um adolescente rebelde, cheio de dúvidas e incertezas…

One comment

  1. Não se preocupe não que tu vai aprender a confiar menos em algumas pessoas, pq a vida nos ensina isso. O que acontece é? Vc confia e a pessoa te decepciona ai com o tempo tu fica mais frio. E sim tu é forte só precisa acreditar.. Bjo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.