free hit counter

Exposição Agropecuária? Tô fora!

Amo a minha cidade (aos desinformados, moro em Araguaína no Tocantins, o estado mais novo do país), acho que aqui tem muita coisa boa e…

by 
Amo a minha cidade (aos desinformados, moro em Araguaína no Tocantins, o estado mais novo do país), acho que aqui tem muita coisa boa e problemas como qualquer outro lugar. Contudo, algumas coisas me incomodam e elas estão estreitamente ligadas à cultura daqui. Vamos por partes!

Se o país inteiro passa o ano esperando pelo Carnaval, aqui, os araguainenses esperam pelo mês de  junho, quando é realizada a tradicional Exposição Agropecuária de Araguaína. O que seria isso? Simplesmente a cidade (quase) toda deixa de ser “cidade” e o clima da roça/interior toma de conta de tudo e todos. Só se fala em pecuária, música sertaneja, cantores do famoso sertanejo universitário e bla bla bla.



Eu respeito numa boa todo mundo que gosta do evento, mas, acho desnecessário certas coisas, como fechar as principais ruas da cidade durante a tropeada/cavalgada. Que arrumem outro canto para isso! E o fedor de fezes de cavalos que ficam nas ruas? E a quantidade de pessoas bêbadas tentando dominar um cavalo?  

O fato é que eu não me identifico nenhum pouco com essa cultura de Araguaína e acho tudo tão bizarro. E olha que eu nasci e cresci aqui… 


Quem ganha mesmo com tudo isso são os empresários e fazendeiros, que colocam seus gados e vacas para leiloar e ganhar ainda mais dinheiro; quem sofre com tudo isso são os animais usados na tropeada  e o bolso do consumidor. 

Eu explico.

Para participar da Exposição Agropecuária, você tem de comprar o “passaporte” ou ingressos caríssimos para acompanhar os shows sertanejos. Os artistas são tão simpáticos que fogem dos fãs e, quando falam com alguns, é naquela educação do capeta que você até perde a vontade de procurá-los. Parece que eles acham que estão ali se apresentando de graça.

Não gosto da Exposição Agropecuária, assim como milhares de pessoas, e ainda espero por um evento voltado ao público alternativo da cidade. Ou um dia isso vai se realizar ou as poucos as pessoas vão embora da cidade por falta de festas/eventos à todos os públicos. O meu caso é o segundo! 

10 comments

  1. Consegui me ver nas suas palavras por não gostar de carnaval, então sei como é sua sensação de passar uma época do ano com vontade de não sair de dentro do quarto pra fugir de basicamente todas as coisas que você não gosta na vida!
    agora, vou te contar, o que mais me deixou p* da vida foi saber que os cantores são grossos assim. Sério, eu tenho uma antipatia monstruosa de gente famosa que não faz jus ao amor dos fãs!

  2. Ai, fico com dó dos bichinhos =/
    E artista metido à besta com os fãs ninguém merece, né? Afinal de contas são os fãs que pagam o salário deles. Um pouco mais de valor, minha gente!
    Aqui em Jundiaí de mais tradicionais temos a festa italiana e a festa da uva, até que são bacanas e tem alternativas pra todos os gostos.
    Beijo, Adriel!

  3. Eu te entendo, também não gosto desse tipo de evento, mas também não gosto do Carnaval, os eventos brasileiros não em atraem, mas vivemos aqui e acabamos aceitando, ficando de fora mas aceitando. Também tenho dó dos bichinhos como disse a Lívia, é complicado apoiar esse tipo de coisa.

    Beijinhos.Tudo Tem Refrão

  4. Eu me solidarizo com sua insatisfação e crítica. Apesar de que o caso da minha cidade não é nem Exposição Agropecuária (que só conheço de matéria do globo rural) e sim o caso de: zero eventos. Quando tem algo pode apostar que é só religioso e meio restrito.

  5. Oi Adriel ^____^
    Olha, eu também não gosto. Pra piorar fico revoltada por conta dos bichinhos. São sempre os que mais sofrem com a ignorância "humana".

    Agora "educação do capeta" foi a melhor! Descreve bem essas pestes hehehe

    Bjos e se cuida
    ochacomamigas.blogspot.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.