Educação virtual

Chegamos na fase em que, mais cedo ou mais tarde, as escolas deverão começar a inserir na matriz curricular a disciplina de educação virtual, visto…

by 
Chegamos na fase em que, mais cedo ou mais tarde, as escolas deverão começar a inserir na matriz curricular a disciplina de educação virtual, visto o crescente número de adeptos à vida online. Por que eu digo isso? A cada dia as pessoas se tornam mais abusadas na internet (claro que não estou generalizando, mas…). 
Uma das coisas que mais incomoda nessa era digital sem dúvida alguma é a busca por fama na web, reconhecimento por algum feito. Porém, a massa não entende que para isso acontecer é necessário que faça-se algo diferente, como escrever algo que não caia na mesmice, tirar fotos com poses e fundos diferentes… Alguns “espertinhos” até querem ganhar fama fácil, mas acabam fazendo o papel de babacas na internet. Eu explico.
Acho que não sou a única pessoa que odeia na internet aquelas mensagens no Instagram e Twitter com “segue de novo”, “curta cinco fotos minhas que eu curto as suas…”. Isso incomoda e te traz a (quase) certeza de que realmente o mundo mudou (para pior). 

Antes de qualquer comentário e pedido, os internautas deveriam acionar o cérebro e utilizar um pouquinho dos neurônios, para evitar assim a vergonha, mas, infelizmente, alguns preferem encher o saco dos outros. 

Na blogosfera a coisa é semelhante. 
Há trocentos na web, percebi que algumas pessoas visitam o meu blog e comentam apenas para retribuir a visita/comentário. Até aí tudo bem! O que eu não gosto é daqueles comentários forçados, em que a pessoa demonstra que não leu o post e ZzZzzzzzzROINC. 
Eu prefiro mil vezes que a pessoa não comente do que ter que ler comentários do tipo “Ah, legal! Gostei do seu blog e do post. Passa lá no blog meu depois!”. 

É mais ou menos isso. Acho que antes de publicarmos qualquer post, comentário, tweet, fotos, vídeos, deveríamos usar o cérebro.  #ficaadica

8 comments

  1. suhusah Educação virtual seria demais! suhusah Mas a websfera está assim há muiiiito tempo. Hoje são raras as pessoas que visitam porque gostam, ou só comentam se realmente se identificam com o post e querem opinar sobre aquilo.
    É tão triste você fazer um post com o maior carinho e a perceber que a pessoa nem leu.
    Mas acredito que as pessoas que façam isso, são iniciantes com sede de sucesso, e acha que terá mil leitores já no primeiro mês!
    Mas… fazer o que?!
    Beijos!

  2. Eu odeio receber esse tipo de comentário 🙁
    Você fica um tempão escrevendo o post para receber 3 linhas de ctrl c + ctrl v (pq obviamente a pessoa fez isso em outros 20 blogs).
    Triste essa realidade de gente que só quer saber de números e nada de conteúdo.
    🙁
    Bjuxxxxx

  3. Uma vez eu fiz um post sobre isso intitulado “A tal da etiqueta digital”. Me incomoda demais pessoas que não leem nem o título do post e só comentam pedindo visita. Quer dizer, elas prezam quantidade de comentários e desprezam a qualidade deles. É por isso que eu faço parte do projeto “volta, mundo blogueiro!”. Tenho saudade de quando as pessoas se importavam realmente umas com as outras e não com fama vazia.

    Beijos Adriel!!!

    luvadepelica.com.br

  4. Ei, seu blog é legal. Passa lá no meu que tem post novo.
    Beijos.

    Isso me irrita profundamente. Como você disse, a pessoa não leu o post e tá só querendo receber uma visita de volta. Eu geralmente volto no blog e faço um senhor comentário, mostrando que eu prestei atenção até nas vírgulas usadas xD
    Eu não tinha sido vítima de um "sdv?" até botar duas hashtags numa foto no insta. Um sabidinho me seguiu e pediu pra seguir de volta. Só lamento pra ele, pq nem sigo todos que me seguem no insta. Essa nova geração precisa aprender a discernir o que é legal e, principalmente, o que não é legal na net. Como a Beca disse acima, sinto saudades da blogosfera antiga, onde comentávamos por puro prazer e não pra ter números.

    ;*

    ps: te indiquei pra uma tag lá no blog

  5. @Poly Exatamente. Eu acredito que daqui a uns anos a campo de comentário nem vai existir, porque o povo raramente comenta, e quando comenta faz spam.

  6. @Renata "Essa nova geração precisa aprender a discernir o que é legal e, principalmente, o que não é legal na net." Exatamente isso. Vai demorar um bom tempo até elas entenderem isso, se é que um dia vão. :/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.