Custa aceitar as pessoas como elas são?

Lá estava eu assistindo ao programa da Fátima Bernardes (“Encontro”), quando a minha mãe me lançou uma pergunta: “Por que a gente quase não vê…

by 
Lá estava eu assistindo ao programa da Fátima Bernardes (“Encontro”), quando a minha mãe me lançou uma pergunta: “Por que a gente quase não vê bailarinos gordos na TV?. No momento, estava se apresentando no palco um casal de ballet magérrimo.
Confesso que fiquei com esse questionamento na cabeça e, juro, filosofei comigo mesmo à tarde inteira, tentando encontrar as possíveis respostas pra pergunta feita por a minha mãe.
Preconceito? Discriminação? Como explicar a falta de transparência dos gordinhos da tv?
Infelizmente, a sociedade tem muito preconceito com as pessoas gordinhas; geralmente as tratam como os “diferentões” e até mesmo doentes. (Obesidade não está ligada à doença, mas distúrbio alimentar… Não sou do clube da medicina, mas vejo uma certa diferença.)
Divagando um pouco… Eu estou acima do peso e não tenho vergonha de admitir. Da minha maneira, tento diariamente encontrar as rédeas e me alimentar melhor, aliando ao exercício físico, claro. Mas qualquer pessoa, com um pingo de noção, sabe o quão difícil é emagrecer. O processo é um pouco longo e demorado.
Por ser um pouco gordo, muita gente me julga por as minhas escolhas. Por exemplo: quem está acima do peso não pode andar de skate. Pelo menos é isso o que a maioria das pessoas da minha cidade pensam. Mas, como eu sou do contra, há algum tempo comprei meu skate e, mesmo enfiando a cara no chão, aprendi a andar e tô por aí dando meus rolês. Só pra constar, nunca quebrei nenhum shape por causa do meu peso.
Outra coisa que vejo muito na tv brasileira são jurados criticando quem é gordo ao dançar. É claro que os magros têm mais facilidade pra realizar certos passos e não cansam facilmente, contudo, falar que a pessoa deveria estar numa academia ao invés de um palco, é só uma das formas de mostrar que há preconceito com os gordinhos sim. Da mesma forma são as novelas que sempre colocam as mulheres gordas e negras como empregadas domésticas. Tem preconceito mais evidente do que esse?
No fim, cheguei à conclusão de que boicotam tantos os gordinhos porque a tv criou um padrão: você tem de ser branco, ter olhos claros e cabelos perfeitos, além de um corpo escultural. 

Graças a Deus as coisas estão mudando, mas a discriminação com os gordos existe e tá por aí. 

 Um beijo!

30 comments

  1. Exatamente, não são só os gordos, são as pessoas que saem do padrão em geral, é difícil ver alguém fora da "beleza convencional", sabe? E torço muito para que mais pessoas questionem isso e pensem sobre esse tipo de situação, porque só assim nos damos conta de que isso não é natural e que tudo é construído e pode sim, ser transformado 🙂

    Beijos
    brilhodealuguel.com

  2. Infelizmente, a televisão faz de tudo para conservar o padrão. Eu concordo totalmente com você. As pessoas não precisam ser discriminadas por seu peso, aliás, por vários motivos, como cor da pele, gênero, escolha sexual, entre vários outros aspectos. Enquanto a gente continuar vivendo numa sociedade dessas que julga tanto, a gente realmente não vai pra frente :/ Adorei a reflexão do texto! Beijos!

    apaixonadaporfinaisfelizes.blogspot.com/

  3. Desde que me conheço por gente eu sor gordinha, então já passei por muita coisa por isso. Na verdade a maioria das pessoas são ignorantes sobre o gordinho, porque primeiro, ser gordinho não é sinal de doença e ser magro não é sinal de saúde, existe muita gente magra com colesterol altíssimo e muita gente gordinha com saúde perfeita. Segundo, problemas em fazer exercícios está mais relacionado com o sedentarismo do que com ser gordinho ou magro. Já vi muita gordinha por aí fazendo poses incríveis de ioga. O problema das pessoas com o gordinho, a chamada gordofobia, é puramente social. Um exemplo disso é que na idade média ser gordo era sinal de saúde e riqueza, então era considerado padrão de beleza, sinal que a pessoa vinha de uma boa família e tinha uma vida boa, tanto que você pode ver pelos quadros antigos que a maioria das pessoas eram meio rechonchudinhas. Esse padrão mudou e a tv bem que ajuda a gordofobia a continuar. Principalmente com essa questão, de ator gordo ser pra comédia ou empregada. Ridículo isso.
    Eu como gordinha concordo que é preciso cuidar da saúde sim, mas isso é independente de estética. Alimentação saudável e exercícios é pra todo mundo, gordo ou magro, tanto faz.
    Desculpa esse comentário enorme, mas me identifiquei com esse post rs
    Beijos! =**

  4. É isso que eu tento passar para todas as pessoas ao meu redor! Minha família ainda é meio mente fechada em relação a isso, minha tia sempre que saí comigo e vê alguém diferente comenta "olha aquele piercing, aquela tatuagem" aí eu falo "ué, deixa a menina ser feliz, o corpo é seu ou dela?". Essas pequenas atitudes da minha parte tem feito ela mudar um pouco a opinião dela, tomara que um dia ela esteja tão desintoxicada que vai chamar uma tatuada de linda hahah

    irianneveloso.blogspot.com

  5. acho que o importante mesmo é o talento. a pessoa dança bem? ok! dê uma chance a ela, independente de estar acima do peso. =/

  6. precisa se desculpar por nada, Cris! deu uma puta aula de história. juro que eu não sabia que os gordinhos dominavam no passado. achei isso bem interessante… <3

  7. hahahaha. amém! aqui em casa meus pais de vez em quando soltam alguns comentários do tipo, mas logo entro numa discussão até que eles entendem a minha opinião. por um mundo com mais gente como a gente. 🙂

  8. Esses dias estava lendo uma matéria de como a Globo está "obrigando" suas apresentadoras a manter um padrão de peso, se a pessoa engorda, eles dão um prazo para ela emagrecer ou ela perde a posição de destaque e passa a apresentar programas menores ou a fazer pequenas matérias. Não sei se isso é totalmente verdade, mas também percebo que os gordos estão sumindo da televisão.
    Eu estou acima do peso considerado ideal e pratico atividade física três vezes por semana, me alimento bem e não tenho nenhum problema de saúde e tenho uma amiga que é super magra e tem o colesterol alto e só come besteira, então acho que essas pessoas que associam gordos a doença estão só procurando um motivo para justificar seu preconceito. Me identifiquei muito com o seu post!
    Beijos
    Bluebell Bee

  9. Olá,
    Em vista de antes as coisas estão melhorando. Lutar contra o preconceito é muito importante e seu post aborda muito bem o tema! Por mais que a sociedade tente nos encaixar em padrões, cada pessoa que tem que saber individualmente o que faz bem a ela não ligando para os padrões de beleza que passam na televisão. O chato é que isso leva até ao bullying, a pessoa sendo gorda, magra, usando aparelho, qualquer coisa é motivo para crítica e muitas delas se deixam levar por comentários maldosos. É importante reverter essa situação.
    Beijos!
    O.B.S: Abri as vagas no booktour para pessoas de todo o Brasil, caso tenha interesse em participar fique a vontade!
    virandoamor.blogspot.com.br/

  10. Adri, apesar de concordar que absurdos assim ainda merecem muita luta para realmente chegarmos ao fim de preconceitos desse tipo, sinto que as coisas estão melhorando. Aos poucos, as pessoas estão mais conscientes em relação ao fato de que estar acima do peso nem sempre é culpa do outro! São quesitos de genética, de doenças a serem tratadas gradualmente, etc. Muitos pontos que só médicos podem mesmo destrinchar com cautela. Além disso, a sociedade tem melhorado (não mudado! Melhorado. O que já é um passo…) em relação a todos os tipos de preconceitos. Se pensarmos no nosso histórico em relação a negros, homossexuais, mulheres… os alcances hoje são outros, e os "muito magros" ou "muito gordos", que poderiam entrar na cabeça de alguns como linha de "não saudáveis" e por isso serem julgados, estão ganhando seus espaços explicativos também em meio a essa maré mais democrática da nossa história. Séries já tem alguém acima do peso como protagonista (como a My Mad Fat Diary – o que vejo de problema aqui é esse enfoque "na gordura" no título, mas a série desconstrói isso). Então, esperemos ver melhorias e façamos parte delas, como você está fazendo ao trazer a discussão a informações com uma postagem assim.

    SEMQUASES.COM

  11. É muito, muito repugnante esse e todos os outros tipos de de preconceito. Sabe, se a pessoa é gordinha ou se ela é magra tanto faz. Elas possuem igual direito a fazer o que bem entenderem, seja dançar, seja andar de skate. Ande de Skate sim e mostre que não importa o peso, o que importa é determinação e a força de vontade para fazer as coisas. <3 <3
    Mil abraços, Lysia Ribeiro

  12. Olá, Adriel.
    O preconceito está presente em nossos dias de várias formas, muitas das vezes velado. Eu particularmente sou a favor da felicidade. Se a pessoa se sente bem, feliz com sua imagem, é isso que realmente importa.
    Pode parecer estranho, mas meu drama é engordar. Eu sou tão magro, mais tão magro que muitos pensam que sou mais novo do que realmente sou. Tem gente que pensa até que sou criança rsrsrs e ainda dizem que sou só pele e osso.
    Mas eu não me importo muito não. Na verdade, eu acho é graça e dou risada junto, pois bullying comigo não funciona muito não kkk

    Abraço!
    tudoonlinevirtual.blogspot.com.br/

  13. OI
    Estou acima do peso, minha mãe ainda faz questão de lembrar disso, olha eu tento emagrecer, mas é um pouco difícil ainda mais para mim que tenho Hipotiroidismo o que não ajuda muito, já que tem falta de hormônio e essa engorda. Tenho até medo de não conseguir um namorado por estar acima do peso e esses dias até questionei que estar acima do peso pode estar me atrapalhando de conseguir um emprego. Dançarinos acima do peso é mais fácil ver em programas americanos do que brasileiros.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

  14. Amei esse post.
    Acho que todas as pessoas precisavam ler, já escrevi sobre isso no meu blog também. E acho super válido todos terem um post sobre o assunto.
    Amei seu texto!!
    Beijos

    meumundosecreto.com.br

  15. O preconceito está em tudo, infelizmente é uma realidade difícil de mudar, o que é triste. Eu olho na TV e não me identifico em nada dos atores de novela, nenhuma característica de personalidade, muito menos física. Não existem mulheres negras, gordas e cacheadas nas novelas, e quando tem, ela normalmente é louca por homens e vive em função disso. Dá nem gosto de ligar a tv :/
    Bela reflexão Adriel!
    Beijos <3
    Livros, Amor e Mais

  16. Ou quando não são tratados como doentes e diferentões, são tratados como comediantes né? Como aquela atriz que fez A Escolha Perfeita e parece que fez o mesmo personagem em Como Ser Solteira. Sei bem como é esse processo de emagrecer, as vezes as pessoas pensam que é fácil, aí falam "ue, por que você não emagrece?" como se fosse super fácil. Pra emagrecer rápido e do jeito saudável, precisa ter acompanhamento de um profissional e dinheiro pra comprar tudo que esse profissional recomendar, isso inclui remédios e as coisas pra dieta né? O dia que colocarem um papel decente pra alguma atriz ou ator gordinho sem ser de comédia, um papel sério, e começar a ser colocado isso sempre, talvez as coisas mudem um pouco. Porque as pessoas respiram a mídia, principalmente porque a maioria dos telespectadores são pessoas idosas que são aposentadas e não tem mais o que fazer, daí fica vendo TV. Graças a Deus minha vó é do tempo que mulher bonita era aquela com corpo estilo Marilyn Monroe, aí quando eu falo que tenho que emagrecer, ela é a única que aumenta o tom de voz e discute comigo falando que eu to bem assim com saúde, hahahahahaha! Porque pra ela magreza é sinônimo de falta de vitamina e sem saúde, hahahaha! Vai entender né?

    Beijos!
    likeparadise.com.br

  17. Esse preconceito existe e muito.
    Isso é ridículo, qualquer um pode fazer o que bem entender e eu não entendo o porque algumas pessoas chegam assim: olha, você tem que emagrecer, é pela sua saúde que eu falo isso.
    Mentira, mentira e mentira. Já vi muitos gordinhos muito mais saudáveis que muitos magrinhos.
    Quando eu era gordinha, era super saudável e agora meus exames estão sempre alterados.
    Os padrões mudam com o passar do tempo, mas o que deveria mudar é que não deveriam existir padrões, cada um deve ser feliz da forma que bem entender com o corpo que quiser e sem ouvir esses "conselhos" por ai!
    Adorei o post!
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

  18. Nós vivemos em um mundo tão cheio de padrões que chega a ser triste, são tanta regras que são cagadas na nossa cabeça para que nos tornemos "ideais". O bom é que aos poucos (bem aos poucos mesmo) essas coisas vem mudando, as pessoas tem tomado bem mais consciência e a aceitação anda sendo muito pregada por aí. Mesmo assim, ainda é de se indignar, infelizmente.
    Você falou sobre bailarinos gordinhos e só lembrei daquela bailarina de High School Musical haha ela era gordinha, mas era de longe a melhor bailarina de todos os filmes, eu simplesmente amava vê-la dançando.

    Obstrelando

  19. Já sofri e sofro muito por ter meu peso acima! Por muitas vezes me sinto mal por mim mesmo, sabe? Não costumo me importar com opiniões que não irão me levar a nada, só que as vezes é comigo mesmo, não me sentir confortável.
    Enfim, adorei o post^^

    ricknegreiros.com.br

  20. Oi oi meu lindo! ó/
    Olha hoje em dia dá para perceber que as pessoas estão se aturando menos, o que é muito triste! =/
    A pessoa não pode nem mais chorar, porque é "fraca", não pode nem mais expor seus sentimentos, porque é "trouxa", é um tal de julga daqui, julga dali, uma falta de paciência, e eu fico muito triste com isso. Claro, tem horas que a coisa aperta, tem horas que é difícil aturar algumas pessoas, mas não dá para ser o tempo todo né?
    Outra coisa, que inclusive aprendi essa semana na faculdade, é que a mídia "finge" que inclui as pessoas fora do "padrão" delas, podemos vê assim como você citou, negras sendo empregadas, negros sendo bandidos, os gordinhos não ganham tanto espaço assim, e se ganham são os "palhaços" da história, gays são mostrados como vulgares, e é por conta disso que a sociedade faz com que essas pessoas pareçam ser de um grupo que não pertence a eles, gerando preconceito e discriminação.
    Há n tipos de pessoas, e devemos aceitar uns aos outros, eu acredito que aqui ninguém é melhor que ninguém, cada um tem seu potencial e a sua essência.
    Bjs no coração.

    jayhanadenardi.blogspot.com.br

  21. Moço!!!
    Arrasou, viu?
    Muito bom e relevante a proposta do seu post!
    Todos deveriam ler!!
    Gostei do seu blog, primeira vez aqui 😉

    Beijinhos :*
    Sankas Books

  22. Concordo com tudo. As pessoas tem a mania muito grande de julgar pela aparência! Sou magra, e já vi várias meninas debochando da minha cara por causa disso. Hoje em dia eu não me importo mais. Mas antes, eu sentia a necessidade de mudar por que as pessoas não gostavam do jeito que eu era.
    Amei o post!

    Um beijo.
    Desejo de Sonhar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.